default-logo

Leites Vegetais – Como Fazer?

Os chamados leites vegetais nada mais são que um “suco” feito com água e cereais, oleaginosas, sementes ou leguminosas.  Seu método de preparo varia pouco, adaptando quantidades, misturando mais de um ingredientes e se o mesmo será ou não deixado de molho/torrado, pré cozido ou descascado.  Ao final, todos são passados por peneira ou pano fino. 

Para coar, o ideal é ter uma peneira fina à disposição, de nylon ou inox, ou uma peneira grossa (apoio) e um pano limpo para filtragem (ex: voal). Apertar o resíduo ao final com a colher ou torcer o pano, passando uma última porção de água por ele, garante a máxima retirada do leite vegetal e um resíduo mais seco.

O tipo de leite a ser utilizado deve ser escolhido pelo gosto pessoal, textura, pelo tipo de preparo, custo e também pelos nutrientes que se deseja obter. Podem ser adoçados ou não – prefira melado para isso. Mais concentrados (ou seja, preparados com metade ou 2/3 de água) podem substituir o creme de leite em muitas receitas.

Somente com o hábito de prepará-los é que a escolha se torna natural. Podem ser utilizados para iogurte e alguns talham com facilidade (gergelim, por exemplo), possibilitando a elaboração de ricota vegetal.

Os resíduos (“bagaço”) podem ser misturado em massas de bolo, pão, biscoitos, docinho, massa de torta, farofas, recheios, bolinhos, pastas salgadas ou doces, comida para cães (exceto macadâmia) e, ainda, utilizado como adubo em horta doméstica.

Além desses, é possível variar todas as receitas utilizando outras oleaginosas como côco, semente de girassol com casca, castanha de caju torrada, castanha do pará, nozes, etc, podendo também ser feita a mistura dos leites prontos ou dos ingredientes antes da filtragem.

Veja em nossa seção de receitas diversas sugestões para preparo de Leites Vegetais em casa.

Sobre o autor