default-logo

Pão australiano

Esse pão é nutritivo, diferenciado e pode ser feito em forno doméstico com ótimo resultado. Partindo de uma variação do que é conhecido como “Pão do Outback”, o pão australiano tem sabor levemente adocicado e uma textura única. Utilize a proporção farinha branca/farinha integral que melhor se adaptar ao seu paladar.

Ingredientes:

  • 2 xícaras farinha de centeio
  • 2 a 3 xícaras farinha de trigo (integral fina/branca ou mistura)
  • 1 colher (sopa) açúcar mascavo
  • 1 colher (sopa) sal
  • 2 colheres (sopa) óleo vegetal
  • 1/2 xícara (chá) melado
  • 1 e 1/2 xícara (chá) água morna
  • 3 colheres (chá) fermento biológico (ou fresco, veja variação no modo de fazer)
  • amido de milho
  • água

Modo de Fazer:

Tenha à disposição

  • Um balcão ou mesa para trabalhar
  • Uma panela para amornar e ferver água
  • Um tabuleiro grande para assar
  • Uma forma pequena
  • Um pano limpo
  • Um estilete, bisturi ou faca afiada
  • Uma batedeira planetária (opcional)

>Se for usar batedeira planetária e o fermento instantâneo:

Use o batedor gancho e o acessório para adicionar mais farinha durante a mistura.

Comece colocando na tigela a água morna, açúcar, melado, sal, óleo. Adicione a farinha de centeio, uma xícara de farinha de trigo, o fermento. Ligue a batedeira na primeira velocidade e mexa até homogeneizar. Adicione aos poucos a farinha restante, aumentando a velocidade de acordo com a densidade da massa, até formar uma massa uniforme, lisa e elástica. A massa deve ser fácil de moldar e grudar apenas levemente nas mãos.

>Se for usar fermento instantâneo mas misturar na mão.

Eu um recipiente para líquidos misture a água, açúcar, melado, sal e óleo. Em uma bacia, misture a farinha de centeio, uma xícara de farinha de trigo e o fermento. Adicione os líquidos mexendo aos poucos e amasse até atingir o ponto descrito.

 

>Se for usar o fermento fresco

Dissolva o fermento em 1/2 xícara de água morna. Misturar o açúcar.Deixar descansar até borbulhar (6 minutos). Misturar o fermento dissolvido, 1 xícara de água morna,o melado,sal, óleo e farinha de centeio numa vasilha grande. Mexa (batedeira ou na mão) até uniformizar.

 

Deixe a massa crescer na vasilha, coberta por um pano e em ambiente abafado (dentro do forno desligado, por exemplo), por uma hora.

Retire, divida a massa em 2 partes, aperte para sair o ar e boleie em superfície enfarinhada. Deixe crescer novamente (+ ou 1 hora) em local abafado.

Trabalhe um pouco com as massas, moldando dois pães redondos. Molhe a superfície de cada um com um pouco de água (passe nas mãos e passe no pão) e passe imediatamente no amido, cobrindo completamente. Deixe crescer novamente até dobrar de tamanho (também cerca de 1 hora), já no tabuleiro de assar.

Ferva um pouco de água, suficiente para encher um terço da forma pequena.

Aqueça o forno na temperatura máxima com essa forma dentro, apoiada na parte de baixo. Abra a porta, despeje com cuidado a água fervente na forma e feche a porta. Reduza a temperatura para 220ºC, aguarde 5 minutos. Imediatamente antes de colocar no forno, Faça cortes (paralelos ou cruz, o que preferir) com estilete e coloque forno a 220ºC com vapor por 20 minutos. Retire a forma de água e aumente a temperatura para 270º C e deixe mais ou menos 15 minutos ou até dourar e sair um som oco quando você bate na casca.

Desligue, abra a tampa do forno e deixe por mais quinze minutos.

Sirva com o acompanhamento que preferir.

==========

NOTAS

A receita desse pão eu encontrei na internet (um fórum do Cyber Cook), como uma versão do Pão do Outback. Realmente não conheço o original para comparar, mas a receita em si é ótima. Alterei apenas algumas técnicas (aumentei uma pausa de fermentação e fiz com o fermento seco, muito mais fácil de armazenar que o fermento fresco) e adaptei alguns ingredientes/quantidades.

Eu costumo fazer em batedeira planetária a primeira mistura (batedor em gancho), mas pode ser feito na mão (só demora um pouco mais para atingir o ponto) ou máquina de pão (apenas para bater a massa).

O pão é levemente adocicado e de massa escura, com o odor típico do centeio que se espalha enquanto assa.

O vapor no forno é um segredo de panificação: ela tanto evita que a casca endureça antes do pão assar completamente e finalizar o crescimento como altera a textura da casca.

O pão pode ser congelado e reaquecido por 15 minutos em forno médio com vapor.

Para quem quer aprender mais sobre pães, recomendo também o livro “Pão – Arte e Ciência” de Sandra Canella-Rawls, da Editora SENAC São Paulo.

Sobre o autor